Mensagem enviada

Perdi as contas de quantos celulares eu tive. E perdi a conta de quantos tipos diferentes de contas eu tive. Pré-pago e pós-pago. No começo, na época de colégio, eu queria ter um celular sei lá porque, afinal eu nem tinha muitas pessoas em volta, não precisava de contatos pra merda nenhuma e as únicas pessoas que me ligavam eram as da minha casa.

Mas eu queria ter o maldito celular, porque eu queria falar. O que? Não sei, mas eu falava.

O tempo passou e eu mantive o costume de falar no telefone bastante. Conforme aumentava o círculo de amizades aumentava também o número de minutos que eu precisava pra continuar falando. O que? Continuo sem saber.

Hoje em dia não curto mais tanto falar no telefone. Tenho uma amiga que não gosta da sensação das orelhas quentes. Outro que nem atende direito, parece que tem fobia de 5 minutos de conversa. Não tenho nenhuma neura com temperaturas ou tempo, eu só perdi a vontade de falar quando posso escrever.

Isso ai. SMS, caros amigos. SMS é uma das maiores invenções do homem. Eu gosto bastante delas. Acho um meio de comunicação muito eficaz. Consegue ser formal se eu quiser. Consegue ser pessoal e sucinto se assim eu preferir. Consegue ser direto ou ambíguo. Isso se prova muito interessante em situações de tentativa de aproximação de pessoas. Been there done that.

Hoje em dia aprecio mais ter um milhãos de SMS que os muitos minutos. Sou capaz de mandar 50 mensagens em um dia, se assim for preciso.

Outro dia estava numa discussão sobre o escrever contra o falar. Que o escrever deixava muitas entrelinhas, possibilidades de interpretações, porque faltava o tom de voz, o volume de voz. Ok, eu até concordo que o falar é mais funcional nesse sentido de evitar confusões, mas ainda acho que escrevendo da forma certa tudo se resolve. Mesmo nos poucos caracteres disponíveis num SMS. Claro que você juntar vários em um grande MMS e tudo pode virar uma carta, se você quiser.

Escrever sempre foi mais fácil que falar, pelo menos pra minha pessoa. Sempre foi assim e continua sendo. Preciso melhorar esse aspecto da minha vida? Talvez. Mas enquanto isso não rola, vou sacar meu celular aqui e digitar.

SMS, obrigado por existir.

Advertisements

2 responses to “Mensagem enviada

  1. Sei que ando meio sumida nos comentários aqui mas insisto em dizer que esse blog é foda.
    Adoro o jeito que cada um de vocês escreve, queria escrever igual.

    E to com mó saudades de sair com vocês pra tomar uma cerveja e ter aquela garantia de bom papo.

    Sexta feira liguei pro Lucas Mé e combinamos de se ver quando a poeira da vida nova baixar (espero que isso não demore). Projetos e pendências serão iniciados e resolvidas. F., você também faz parte disso, eu acho.

    Enfim, estão todos convidados, até aquele lá que eu não conheço direito, o Filipe com I.

    Beijão!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s