Os homens placa invadiram a cidade

Segunda-feira, feriado. Enquanto os paulistanos tomam sorvetes e admiram as ondas de Ubatuba, São Paulo é invadida. Milhares de homens placa saem de suas casas bem cedo, penduram setas indicando maravilhosos prédios em construção e se posicionam em esquinas estratégicas para apontar o caminho da felicidade, da casa dos sonhos.

Estávamos acostumados com os banners de ofertas exageradas dos prédios lindos com churrasqueira na varanda. Nos finais de semana, pipocavam essas propagandas pela cidade e era bem fácil topar com gente balançando bandeiras coloridas em frente aos estandes com “corretores no local”. Apartamentos decorados, maquetes, vendedores piadistas: era claro que nossos filhos viveriam contentes em qualquer condomínio daqueles.

Foi o Kassab aprovar a Lei Cidade Limpa para o mundo dos sonhos desmoronar. Raspar a cabeça pode? Não. Colocar placa de prédio pode? Também não. Ferrou. Os lindos imóveis estavam lá a nossa espera, mas não tinha jeito de nos avisar disso. Esperto, o senhor Tecnisa teve uma ideia: pega um mano daqueles do “compra-se ouro”, troca a placa dele, tira do centro e joga em Perdizes. Você topa, sr vende ouro? Topo, topo sim, por que não? Vamo cair pra dentro.

E agora é assim, tudo voltou ao normal, podemos novamente encontrar a morada do sonhos. E mais do que placas tristes e solitárias, agora elas são personificadas. Tipo amigos indicando o que vai ser melhor pra gente. Não há profissão mais altruísta, o cara fica ali só esperando para ajudar alguém, dar o caminho. Um pastor do mercado imobiliário.

Mas esse não é um trabalho fácil, minha gente. Virou de lado pra ver uma gostosa? Olhou pra trás porque ouviu uma buzina? Abaixou para amarrar os sapatos? Pronto, indicou a rua errada. Pelo menos dá pra ficar balançando a placa de um lado pro outro, pra fazer as 10 horas de turno passarem rapidamente.

Sério, pagar 20 reais pro mano passar a tarde segurando uma seta é brincadeira de péssimo gosto. E é claro que todos eles ficam com uma cara de merda olhando pro nada, em contraste com a oferta dos sonhos que penduram no pescoço. Imaginava morar nesse prédio tão maravilhoso que contrata gente fudida pra ganhar 20 reais e passar a tarde tomando sol com uma seta vermelha gigante na barriga? Imaginava, imaginava sim. Depois dos remédios e dos cosméticos, o peta que me perdoe, mas façamos essa maldade com os animais. Amarra o cachorro na esquina, veste uma roupinha engraçadinha com a propaganda e pronto. Deixa o homem placa ir pra Ubatuba.

Como homenagem, aqui vai uma galeria de fotos que juntei desses personagens heróicos.

Advertisements

5 responses to “Os homens placa invadiram a cidade

  1. Legal cara. Pq animal num tem sentimento né?? Coitado dos kanitz.
    Gostei do humor…
    Bjos

  2. =)
    Fábula do cotidiano!
    É bom tomar perspectiva p/ olhar p/ essas situações corriqueiras… alterar a percepção.

  3. não li uma linha do que escreveram, mas adorei o nome do Blog. Genial!
    Depois eu volto pra ler e comento.

  4. Pronto, li. Meu, justamente no dia 12 eu tive esse mesmo insight. Caralho, falei com uma mina que fica na esquina da minha casa com essa placa, ela saiu de casa às 6h30 da manhã e chegaria 21h. Por 20 conto! É um absurdo, um abuso. Gostei do blog também.

  5. Estou aqui porque hoje, ao sair de casa para esperar uma pessoa, notei que a “garota placa” postada na esquina me olhava de um modo diferente. Parecia querer me dizer algo e percebi que ela tinha um olhar suplicante, após umas 3 tentativas de me abordar, olhei para ela mostrando receptividade. Ela então se encheu de coragem, se desculpou e me pediu R$4,00 para comprar dois lanches, um para ela e outro para a colega “que não teve coragem de pedir”. Descobri também que ela estava com uma dor de cabeça muito forte. Elas ficam no mínimo doze horas neste trabalho, o empregador oferece lanche e água mas muitas vezes não traz nenhum dos dois. Não vou escrever muito aqui, mas vou solicitar a todos que observem e prestem atenção neste trabalho escravo. Que avaliem esta atividade antes de comprar um imóvel que conheceu por meio deste trabalho.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s