Um post romântico, enfim

Pra reavivar nossas esperanças nesse mundo cruel que a gente vive. Tudo é melhor com amor, pessoal. Give love a chance.

Esta é uma história real.

Segunda-feira, 9h da manhã. Meu ônibus parado no farol, e duas faixas à direita, um caminhão, esperando o farol abrir também. Já que não tinha nada muito melhor pra fazer, o motorista bigodudo do caminhão vira pra uma mulher em pé dentro do meu ônibus e pisca pra ela, cheio de segundas intenções. A gorda feliz responde o flerte, ri toda serelepe, fala algumas coisas (ou grita, não sei – o fone-de-ouvido me poupou da parte sonora dessa história) e gesticula umas outras.

Ele responde fazendo um gesto de telefone, querendo dizer algo entre “me liga” e “passa o número do serviço”. Ela começa a fazer uns números com os dedos, mas depois desiste e grita alguma coisa pela janela. Ainda mantendo a pose de Don Juan das Carretos, o garotão pisca de novo e faz uma outra observação, com certeza muito engraçadinha (a redonda riu, ao menos). Então o farol abre e minha Julieta Overweight dá seu tchauzinho romântico-platônico pro Bigode. O caminhão vira na próxima esquina e tudo o que resta no ar é aquela excitação, aquele je ne sais quoi de algo que poderia ter sido e ainda não foi.

Ela sai do ônibus dois pontos depois. Foi trabalhar feliz naquele dia, pensando se veria seu Príncipe da Scania novamente.

Advertisements

10 responses to “Um post romântico, enfim

  1. Aposto que a gordinha não teria vergonha de cheirar a cama do Bigode…

  2. miltinhorodrigues

    heuaheau gênio.

  3. hahahahahaha
    HAHAHAHAHA rindo muito com o comentário do Fed! com certeza ela cheiraria com gosto a cama do bigode.
    e o ‘post romântico’ valeu pelo fato de ter se passado num ônibus, pq eu parto do princípio que é nos transportes públicos que temos as maiores chances de encontrar o amor de nossas vidas.

  4. Mas daí você está excluindo todo o espaço amostral das pessoas que possuem um veículo particular. Essas não são merecedoras de uma chance no amor? hauahua

  5. nossa. espero de verdade que eu nao encontre o amor da minha vida no T. Pq. Dom Pedro 8615. a situacao lá é tensa

  6. Galera, eu pego todo dia, em horários de pico, o Itaim Bibi e ele volta como Terminal Pirituba. #ficaadica ;)

  7. Adorei as caricaturas! Merecia ser ilustrado… impagável o Príncipe Scania! Até visualizo o chumas saindo da regata… rs… e ele poderia comer a pimenta q a Marina – prima da Chel – comprou: ardência no regaço. hahaha
    http://farm1.static.flickr.com/231/517773144_3f84d4f9d7.jpg?v=0

    Sério, caminhoneiros, pedreiros e afins tem abordagens peculiares! Uma vez eu e a Chel estávamos ali perto do shopping Morumbi, e ouvimos o seguinte: “ói quisperna!”. Com um esforcinho até conseguimos decifrar: “olha que pernas”. Quer dizer, eu achei q fosse isso… até hj ñ encontrei nenhuma tradução q me convencesse mais.rs

  8. ardencia no regaço é uma expressao que dói só de ouvir.

  9. Bigode é apelido do Filipe

  10. Acho q td lugar é lugar para xavecos, transportes públicos e privados.
    Tem q tentar dar tds as chances ao romance! Qm sabe alguma hr da certo…
    Volto na idéia do cartão do trabalho, e acrescento a estrelinha ninja.
    Hum… combinação fatal se bem empregada!rs
    Bjos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s