A vida até parece uma festa

Dia corrido: acordar antes das 9h (o que ultimamente não faz muito sentido) > se atrasar > leve desvio de caminho pra uma carona da brodagem com o amigo recém-habilitado para dirigir > TV > almoço na brodagem > Oficina Cultural Oswald de Andrade com trenas e medidas > troca de camisetas > café com mundo wireless > cinema > carona da brodagem parte 2 o retorno > casa finalmente.

Poxa, dia do inferno, ainda mais com o tempo abafado que não parece ter fim nessa cidade. Tudo pra ser um daqueles dias que se chega, toma um banho rápido e desaba na cama (para alguns o banho é uma parte totalmente dispensável… ok, respeito…). Mas não. Fico ainda com um leve sentimento de falta de alguma coisa. Como se tivesse algo pra fazer que não tive tempo de concluir, o que não faz sentido, afinal tempo é tudo o que mais tive no dia.

De verdade nada falta, se falta é um problema de ansiedade. De ansiedade e intensidade nas dinâmicas das relações. Tenho um sério problema no ficar sozinho sem fazer nada. Ficar sozinho é sussa. Desde que tenha coisas pra fazer. Senão tudo vai por água abaixo.

Estavámos lá no café, conectados com o mundo exterior, uma bela bebida na mão. Mas aposto que as pessoas que ali estavam olhavam e pensavam “jesuis, acho que ele é meio retardado” … Isso devido ao olhar perdido no horizonte e no copo esquentando na mão.

As vezes queria que a vida parecesse uma festa, como canta o Titãs, uma festa que me ocupasse. Queria que os dias fossem como aqueles fins-de-semana sem preocupações, morando sozinho com os amigos, no Vodka Fizz e na gastronomia irreverente. Mas não dá… Não ainda.

Tudo se resume ao fator da intensidade nas dinâmicas das relações. Ser 8 ou 80 não rola. Ser 44 (ou seria 40?) talvez seja a melhor opção.

“I’m riding the highs I’m digging the lows” dizia o Santana featuring alguma mina. Preciso aprender com ele talvez. Ou então assumir os dark days, tipo o mano Luke (aquele que nunca tira o boné em Gilmore Girls). Ele sempre tirava um dia por ano pra curtir a bad dele num lago escuro. Mas ele tinha motivo. O pai dele tinha morrido sei lá.

Meu pai não morreu. Nem ninguém. Estamos todos aqui, vivos e bem até onde tenho conhecimento. Então não sei. Fugir pra um lago escuro? Ou curtir a bad na frente de todo mundo mesmo? Ou então largar mão de ser pau no cu e chega de curtir os downs… vamos para os highs de novo.

.

.

.

Em tempo, tenho uma amiga que dizem que se parece com a Rory e outras duas cujos diálogos muito se parecem com os da Lorelai com sua filha prodígio. Se é assim, ser o mano dos dark days é sussa. As vezes a vida até parece uma série.

Texto: F. Garrido

Ao som de Titanomaquia (Titãs)

Advertisements

6 responses to “A vida até parece uma festa

  1. miltinhorodrigues

    ahh, gilmore girls? pô, finazzi! põe mais masculinidade ae!

  2. po, nao fui eu quem escrevi. eu nem gosto de gilmore girls…

  3. Eu também não gosto de gilmore girls . . mas adoro vodka fizz.

  4. “There’s no substitute for time
    Oh for the sadness
    Split screen sadness
    We share the sadness”
    (Print screen sadness! hahahaha)

    Juro q é uma intervenção estúpida na letra, hahahaha, mas tem uma ótima justificativa… off the record.

    Só agora vi que voltou o dedo giratório! hahaha
    YES!

  5. Scrap = putinha arrependida??!?!

    Mais uma referência John Mayer para esse post:

    “I’m not alone, I wish I was.
    ‘Cause than I’d know, I was down because,
    I couldn’t find, a friend around
    To love me like, they do right now.
    They do right now.
    (…)
    Friends (check)
    Money (check)
    Well slept (check)
    Opposite sex (check)
    Guitar (check)
    Microphone (check) ”

    Eu gosto de Gilmore! Muito!!!rs

  6. Eu sempre escrevo errado né!?rs

    Corrigendum:
    no scrap
    yes post

    hahahahahaha

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s